Toneladas e mais toneladas de alimentos são jogados no lixo por estabelecimentos dos mais variados tipos. E não é só isso, é imensurável a quantidade de produtos que deixa de ser consumida por perder a data de validade. Uma realidade nada animadora.

O Brasil está entre os dez países que mais desperdiçam alimentos. Estima-se que, da área de produção até a mesa, cerca de 30 a 40% de alguns produtos como verduras, folhas e frutos sejam jogados fora.

Para solucionar parte do problema, a Minus, startup do ramo de varejo que está no mercado há menos de um ano, chega para despertar o consumo imediato, a fim de aumentar a probabilidade de venda de um produto diante sua validade.

Tudo acontece por meio do site minus.eco.br, onde é feita a divulgação digital dos produtos com vencimento próximo, aumentando a demanda destes itens nos estabelecimentos anunciantes. No site, o cliente pode identificar as lojas onde os produtos com validade curta estão à venda, e ir até o local efetuar a compra com desconto especial.

Ideação

A Minus foi idealizada como um negócio de impacto socioambiental, que visa ajudar estabelecimentos comerciais a reduzirem suas perdas e proporcionar para os consumidores produtos que ainda estão bons para consumo, visto que, ao mesmo tempo, muitas pessoas sofrem com a falta de oportunidade para comprar produtos com preços mais acessíveis.

A iniciativa foi validada (MVP) através da divulgação dos produtos pelas redes sociais. O segundo passo foi aderir a uma plataforma que reunisse todas as informações de maneira organizada e prática, foi aí que nasceu o site da Minus. Até o início deste ano, mais de 100 mil pessoas visualizaram a plataforma.

Redução de perdas

Atualmente, com 7 meses de trabalho, a startup já salvou mais de 5 mil produtos de serem jogados no lixo, atuando em Maringá e Londrina em lojas como O Boticário Maringá, Farmácias Vale Verde e Supermercados Cidade Canção.

Rumo ao crescimento

O foco da equipe agora está em expandir a operação para outras cidades e incluir mais lojas nos locais onde já atuam, reduzindo ainda mais os desperdícios. Além disso, está planejado o lançamento do aplicativo mobile e desenvolver novas funcionalidades, tanto para os estabelecimentos quanto para os consumidores.